Hospital

Home   Hospital   Novidades   MIOMA UTERINO: Oque é e quais as formas de tratamento
Institucional
- Palavra do Presidente
- História
- Missão, Visão e Valores
- Novidades
- Visita Virtual


Serviços
- Convênios


Médicos
- Especialidades


Pacientes
- Álbum do Bebê
- Pesquisa de Avaliação


Contato
- Fale Conosco
- Trabalhe Conosco

Segunda-feira, 30 de Julho de 2018 09h58
MIOMA UTERINO: Oque é e quais as formas de tratamento
Também chamado de leiomioma uterino, fibroma ou fibromioma, o mioma uterino é um tumor benigno que se forma a partir do músculo do útero.

Também chamado de leiomioma uterino, fibroma ou fibromioma, o mioma uterino é um tumor benigno que se forma a partir do músculo do útero. Ele pode crescer tanto do lado de dentro quanto no de fora do órgão. é capaz de alterar o formato do útero enquanto se desenvolve.
Conforme a ginecologista e obstetra Tânia Gobbi, o mioma é mais comum em mulheres entre os 40 e os 50 anos de idade e de 3 a 9 vezes mais frequente em mulheres negras. “Ele não é especialmente prejudicial à saúde e, apesar de poder apresentar alguns sintomas desconfortáveis e alguma chance de causar infertilidade, pode também passar completamente despercebido na vida de uma mulher”, explica.
Estudos apontam que entre 75% e 90% das mulheres irão desenvolver um mioma uterino em algum ponto da vida e metade delas não passa por sintoma algum.“Este tumor só afeta mulheres em idade fértil. Não aparece em crianças. Mulheres que já passaram pela menopausa não apresentam novos miomas”, destaca.
Existem seis tipos diferentes de miomas uterinos, cada um classificado de acordo com sua localização. São eles: Mioma subseroso,Mioma pediculado,Mioma intramural,Mioma submucoso,Mioma em parturição, Mioma intraligamentar, e Mioma no colo do útero.
Miomas uterinos são tumores benignos que afetam mulheres em todo o mundo, apresentando sintomas em apenas metade delas. Muitas mulheres os possuem e podem nunca descobrir. Eles não representam um grande risco a saúde e são tratáveis quando acompanham sintomas que podem causar desconforto.

Confira abaixo, as principais dúvidas sobre o assunto:
Mioma uterino pode virar câncer?
Miomas não evoluem para tumores malignos, portanto, não podem virar um câncer e não há com o que se preocupar. Existe a possibilidade de retirá-los caso estejam causando dores ou impedindo uma gravidez, mas ninguém morre de mioma.
Causas
Não existe causa identificada do mioma, porém sabe-se que existe influência de hormônios femininos como a progesterona e o estrogênio em seu crescimento.
Durante a menopausa, quando os níveis hormonais diminuem, os miomas costumam diminuir de tamanho e podem até sumir. Já durante a gravidez, os miomas crescem em vista da quantidade hormonal elevada.
Fatores de risco
Os miomas uterinos afetam entre 75 e 90% das mulheres em idade fértil. Existe uma queda drástica em sua frequência após a menopausa e não há registros de miomas uterinos em meninas que ainda não entraram na puberdade.
Basicamente, sendo mulher e estando em idade fértil, você pode ter um mioma. Porém, alguns fatores podem aumentar as chance de apresentá-los.
Idade
Mulheres entre os 40 e 50 anos são mais propensas a desenvolver miomas uterinos do que as mais novas. Após a menopausa, miomas novos não aparecem e os existentes têm seu tamanho reduzido e podem sumir. Contudo, nos anos que a precedem, eles podem surgir e crescer com maior frequência.
Sintomas
Em 50% das vezes, o mioma uterino não apresenta sintoma algum. Eles só são sintomáticos quando aumentam de tamanho, podendo causar dor ou hipermenorreia (fluxo menstrual em excesso).
Mioma uterino tem cura?
é possível realizar cirurgia para a remoção dos miomas. Quando o tumor é pequeno e não está causando sintoma nem complicação alguma, não é necessário retirá-lo, mas quando ele cresce, a remoção pode ser uma boa ideia.
Qual o tratamento?
Na maioria das vezes, não é necessário que haja tratamento para os miomas. Porém, quando eles causam sintomas que podem afetar a qualidade de vida da mulher, pode ser necessário. Há diversas formas de tratamento. Visitas frequentes ao ginecologista podem garantir maior saúde e encontrar e diagnosticar problemas precocemente.


Central de Atendimento


Nossas Unidades

CasaVitta Hospital - São Miguel do Oeste
Rua Guilherme José Missen, 187 - Centro
Telefone: 49-3621.1200
CNPJ: 86.246.675/0001-30
Responsável Técnico: Dr. Marcos Alencar Pelegrini - CRM SC 10402
CasaVitta Centro de Diagnóstico Avançado - São Miguel do Oeste
Rua Almirante Tamandaré, 1320 - Centro
Telefone: 49-3622.0806
CNPJ: 09.503.895/0001-51
Responsável Técnico: Dr. Ornélio Stertz Junior - CRM/SC 15148
Laboratório de Análises Clínicas - São Miguel do Oeste
Rua Guilherme José Missen, 187 - Centro
Telefone: 49-3621.1200
Responsável Técnico: Kassiano Albarello - CRF SC 7279